Concreto e mais Concreto

CONCRETO E MAIS CONCRETO É uma das características tipicas das construções modernistas presentes no contexto urbano paulista.

Casa 13

Projeto assinado pela arquiteta Lili Barboza, admiradora dos grandes modernistas brasileiros, em especial Lina Bo Bardi, pensou em uma casa de espaços amplos, arejados e bem-iluminados, implantada no terreno em que havia uma construção da década de 1940.

Casa 5

Integração foi  conceito chave, e para que não fosse deixado de lado, a arquiteta usou e abusou do limestone no piso e paredes do andar térreo o hall de entrada.

Casa 1

Um dos detalhes mais charmosos desta casa é o rodapé negativo! Observe na foto da sua esquerda que a parede encontra-se aproximadamente 2 cm suspensa do piso.

Casa 8

Lili utilizou de rodapés embutidos no piso e portas largas em vidro de piso a teto para criar uma integração maior entre salas de estra, jantar e o jardim tropical projetado pela paisagista Juliana Judoval. Desta forma não haverá nenhuma interferência na passagem, como também visual.

Casa 3

Casa 6

Casa 7

Casa 9

Casa 10

Casa 2

Casa 11

O segundo andar ganha destaque no reaproveitamento dos materiais da antiga casa. A luz natural também é evidencia ao projetar um abertura zenital.

Casa 12
Casa 4

 

Fontes de imagem e pesquisa:      Itau Cultural     |       Vogue

 

 

Author Patricia Martino

Arquiteta, Decoradora e autora do blog http://www.pmartino.com/blog/

More posts by Patricia Martino

Leave a Reply